Festa Iminkan Matsuri comemora 110 anos de imigração japonesa no Brasil

Na última sexta-feira (30) de novembro, a festa Iminkan Matsuri comemorou 110 anos de imigração japonesa no Brasil. O evento promovido pela Academia Matsuda em Macaé levou entretenimento e diversão para cerca de 500 pessoas, descendentes e admiradoras da cultura do Japão.

Projeto da Fachada do Imikan.

O momento principal do evento foi a apresentação do projeto Iminkan, que significa “casa de Imigrante”, pelo Sensei Matsuda. O projeto carinhosamente apelidado por “ninho de saúde” será uma sede própria da academia de judô, mas também um centro de convivência que reunirá num só lugar: cultura, saúde, artes, esportes e lazer.

A ideia do Iminkan se fortaleceu no coração do Sensei quando ele recebeu a medalha “Comenda Kasato Maru”. Uma grande homenagem que escolheu os 110 japoneses notáveis em todo o Brasil, que prestaram grandiosos serviços à sociedade e que são grandes exemplos do estreitamento dos laços de amizade entre o Brasil e o Japão.

Durante a cerimônia, o Sensei Shiro Matsuda exaltou um fato desconhecido da maioria dos macaenses. Disse que em 1907, foi fundada em Macaé a primeira colônia japonesa do Brasil. Ou seja, para nós (macaenses) são 111 anos de imigração. E que por isso, dentro no Iminkan, foi projetada a construção de um monumento à imigração.

O professor Matsuda explica que no local terá um grande sino de bronze. “Quando tocarmos esse sino, nos lembraremos e exaltaremos a coragem dos primeiros colonos japoneses no Brasil. Que eles não sejam esquecidos”, frisou o Sensei, emocionado.

A festa foi um grande sucesso e superou as expectativas de seus organizadores.  Os visitantes puderam ver uma exposição com o “Hina Matsuri” coleção de bonecas de porcelana que ilustram a casta japonesa desde seus imperadores, samurais até os servos.

Exposição das premiações do Sensei Shiro Matsuda. Foto: Raquel Komura.

Itens das homenagens recebidas pelo Professor Matsuda como o Diploma de Honra ao Mérito recebido pelo Consul Japonês, a Tocha Olímpica, a Moção de Aplausos e a própria Medalha Kasato Maru, entre outras, também foram expostas.

Na festa, haviam três oficinas: Origami (arte de dobrar papel), Ikebana da Escola Sanguetsu (arte de arranjos florais) e Nihongo (idioma japonês onde os participantes aprenderam o Katakana – um dos alfabetos japoneses – e a como escrever seu nome em japonês.

No tatame da academia a animadora infantil animou a criançada com brincadeiras e “Undokai” uma espécie de “gincana” japonesa. Assim os papais puderam curtir melhor a festa e os pequeninos mais ainda.

Porém o mais elogiado da festa – não poderia ser diferente -, foi a presença do Restaurante Sansai e as maravilhosas iguarias da culinária japonesa.

Convidados do evento em momentos de descontração. Foto: Raquel Komura.

– Combinamos que fossem apresentados pratos típicos de festivais de rua no Japão como Yakisoba e Tempurá, havendo ainda diversas outras opções. Os que foram à festa puderam provar mais de um prato, e se deliciaram com preços convidativos -, contou a organizadora do evento, Lúcia Silva, que também é secretária do Iminkan.

No karaokê, puderam cantar fãs de Anime e de diversas músicas japonesas e brasileiras. E a figura principal do evento, o Matsuda ainda foi homenageado pelo Sensei Fábio Pimentel.

 

 

Foto: Raquel Komura

Para o Sr Kobayashi (descendente de japonês) a festa foi uma experiência única para os descendentes e todos os presentes. “A gastronomia foi um espetáculo, me deliciei com tudo, em destaque o Kare – feito com amor pelo Sensei Matsuda -. O que eu mais gostei, foi ver a minha filha se divertindo e tendo a experiência de escrever o seu nome em caracteres japonês”, ressaltou.

Para Shiro Matsuda o resultado positivo da festa gerou sua profunda gratidão às pessoas que ajudaram como voluntárias, doações diversas, os que foram e participaram, e mais do que tudo ao “Superior” como ele chama Deus, pois apesar de todas as previsões de pancadas de chuvas, o tempo se manteve bom e agradável.

Primeiro Click

Portal de Notícias que desde 2014 informa e forma opinião no interior do Estado do Rio.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.