Denúncia: suposto esquema garante supersalários a servidores de Macaé

Em dias de crise e ajustes fiscais na administração pública, não dá para imaginar servidores públicos recebendo supersalários beneficiados por supostos esquemas, né?! Mas, em Macaé, isso não é imaginação, é realidade.

Basta uma conferida no Portal da Transparência para detectar que muitos servidores não tem do que reclamar quando olham o contracheque.

Em casos como o que ilustram esta matéria, envolvendo o procurador-adjunto Jean Vieira de Lima, o salário-base é de algo em torno de R$ 1.700, mas o depositado em conta pela Prefeitura ultrapassa os R$ 31 mil.

De acordo com o que apurou o Blog, apesar de haver por lei um teto estabelecido para vencimentos de servidores, o processo que “bloqueia” abusos é manual. Assim, passando pela Secretaria de Recursos Humanos e chegando à Secretaria de Fazenda, uma vez autorizado, a pequena bolada é paga.

Na prática isso quer dizer que cada servidor beneficiado teve ajuda, aval ou omissão destas outras duas secretarias – além daquela onde está lotado.

Primeiro Click

Portal de Notícias que desde 2014 informa e forma opinião no interior do Estado do Rio.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.