Macaé oferece serviço de oncologia em dois locais

 

Oncologia HSJ Batista. Foto: Bruno Campos

Com o objetivo de oferecer um atendimento humanizado e de qualidade, a Rede de Assistência Oncológica em Macaé foi reformulada, e, com isso, os pacientes contam com duas opções de locais para tratamento: o Polo Municipal de Oncologia e o Hospital São João Batista.

Em 2016 foram registrados, no Polo de Oncologia, 453 casos de câncer que estão sendo tratados no município e em outras cidades. O câncer de próstata foi o que teve maior número de registro: 63 casos. Em segundo lugar vem o câncer de mama, com 50 casos e, em terceiro, o de útero, com 29 registros.

A coordenadora do Polo de Oncologia, Ana Terra, ressalta que houve uma queda no número de casos de câncer de mama e próstata em 2016 se comparado com 2014. Houve uma diminuição de 26% no de próstata, e 45% no de mama.

No ano passado, foram registrados 19.555 atendimentos entre regulação, médico, fisioterapia, psicologia, nutrição, ostomia e serviço social.  Ainda em 2016, 199 pacientes de radioterapia foram encaminhados para Campos, nas unidades do Álvaro Alvim ou Onco Beda. Em 2017, somam 31 encaminhamentos para estes locais.

Ela lembra que para agilizar o diagnóstico de algum problema na próstata e tratamento imediato, o município oferece o exame de biopsia na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Barra.

Oncologia – O Polo de Oncologia está localizado na Rua Visconde de Quissamã, 674 e funciona de segunda a sexta-feira, de 7h às 18h. A unidade conta com equipe multiprofissional composta por médicos (oncologista, dermatologista, urologista, clínico geral), fisioterapeuta, psicólogo, nutricionista e assistente social.

A coordenadora do serviço explica o atendimento prestado no local. “Assim que a pessoa é diagnosticada com câncer, ela deve procurar o Núcleo de Oncologia, onde é feita a triagem para saber se o tratamento será feito no município ou em outra cidade, neste último caso ele é inserido no Sistema Estadual de Regulação, de acordo com a necessidade do paciente”, frisou.

Para dar mais agilidade ao atendimento, o Polo funciona ainda com a regulação de oncologia, com autorização de exames. “O paciente com câncer hoje, sai do médico com o pedido de exame e imediatamente é autorizado na unidade para marcação e realização. Já o serviço de quimioterapia é feito no Hospital São João Batista”, contou Ana Terra.

Atualmente, o município atende os pacientes com câncer de mama, útero, pulmão, reto, estômago, ovário, vesícula, sigmoide, vagina, ânus, intestino, testículo, próstata, pênis, rins e pâncreas com tratamento cirúrgico e quimioterápico. Ana Terra ressalta que mesmo os pacientes que são encaminhados para outras cidades recebem atendimento na unidade.

Acolhimento – A cada 15 dias, a equipe de psicologia, fisioterapia, nutrição e serviço social realiza o grupo de acolhimento com os novos pacientes que depois seguem com atendimento individual. Os familiares dos pacientes também recebem assistência da equipe multiprofissional, principalmente da psicologia.

Outro atendimento é a Roda de Conversa, que acontece toda última quinta-feira de cada mês, em que um profissional é convidado para esclarecer as principais dúvidas dos pacientes e familiares. Atendimento aos usuários acontece da seguinte forma: oncologista (segunda-feira), dermatologista (terça-feira), urologista e clínico geral (quarta-feira), clínico geral (quinta-feira) e dermatologista (sexta-feira).

Primeiro Click

Portal de Notícias que desde 2014 informa e forma opinião no interior do Estado do Rio.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.